.comment-link {margin-left:.6em;}

2 de janeiro de 2006

 

Quem foi? -Biografias pouco interessantes (IV)-



A Loira do banheiro

Ela era uma morta-viva que aparecia no banheiro de sua escola ou no de sua casa. Existe em várias versões: menina ou mulher, ensagüentada ou não, com algodões no nariz ou com facas na cabeça, com olhos azuis ou sem olhos.

Você provavelmente já teve medo dela, não? Eu já. Pois, eis que CARA DE MILHO sai na frente mais uma vez e reune nessa matéria o maior número de dados sobre a tal assombração. Pode buscar em qualquer página web, duvido que exista alguma pesquisa mais completa do que a minha. Logo, quando algum amigo seu perguntar sobre a loira você recomenda logo essa página, já sabe!

Então, fazer essa pesquisa sobre suas origens foi inclusive uma forma de terapia, pois, confesso que até hoje me vem à cabeça essa macabra história quando vou ao banheiro. Inclusive esse trauma quase me rendeu um diagnóstico equivocado de "homossexual" pela minha psicóloga, porque na cabeça dela uma mulher que aparecia no banheiro não deveria causar medo em um rapaz e sim tesão. Tá bom, só esqueceu que eu nunca vi a loira do banheiro como uma mulher muito atraente, e sim como um ser horrendo e sobrenatural, inclusive tenho medo de mulher feia até hoje, e nem por isso desconfio de minha sexualidade, mas, deixa estar, teorias freudianas mirabolantes à parte, vamos em busca das raízes desse mito popular.

Aliás, é interessante qualificar a Loira do banheiro como um mito popular, pois , se por um lado é considerado um fenômeno típico da juventude dos anos 80, há gente que afirma que desde os anos 60 a lenda já existia. Pode até ser, não duvido, mas o certo é que se popularizou há poucos anos. Isso sim é interessante ressaltar, porque há pouco tempo atrás era uma história bem pouco conhecida, mas, eu sempre achei que um dia iria alcançar a categoria de lenda urbana, e a prova de que já alcançou essa marca é que já existe:

mais de 30 comunidades no orkut dedicadas à ela. (Ainda que você provavelmente não vai encontrar nada interessante em nenhuma delas)

um curta-metragem que você pode assistir nessa página (mas já vou avisando, sabe como são esses curta-metragens alternativos né!? Dura 5 minutos e não tem a mínima graça. Fico pasmo como tem gente que perde mais tempo do que eu criando coisas imbecis)

Uma historinha da turma da Mônica abordando o tema. Você pode ler nessa página. Acho que isso sim prova que a loira já é POP. O próximo passo será incorporá-la definitivamente na turma do penadinho junto a outros mitos célebres como lobisomens e vampiros

Aqui você também pode ver a Loira do banheiro, digo, é uma loira num banheiro, mas não sei se tem muito a ver com a lenda, por via das dúvidas, dá uma conferida.

Ah, ela foi citada também na música "É guaraná" do Tihuana, mas, não sei se isso a faz popular, de qualquer maneira, taí a letra da música, se vocês verem algum sentido pra Loira estar sendo citada, me avisem:

Pedala malandro, pedala aí
Pra chegar tem que subir
De humilde lá no morro é guaraná
Tá pensando que tomar wisky é tudo na vida?
Nem coca, nem fanta, demorô é guarana!
Conheci uma menina de pezinho levantado
Ela mandou um chemical pra nós dois fazer gostoso
Me dê, me dê, ela pediu, vai ser só no carimbó
Eu falei to carinhoso
E corre e corre da loira do banheiro!
Muro de concreto, bom de derrubar
Vamo cola na grade, cachorrão vai atuar
Muro de concreto, bom de derrubar
É Tihuana, é guaraná
Se o vitória fazer gol eu tiro a roupa
Se o vitória fazer gol eu fico nu
Porque roupa de menino não
cabe em homem nãoVou catar uns popozão ô meu amigo, é guaraná
E corre e corre da loira do banheiro!


Outro fato interessante que se descobre ao investigar as origens do espectro dos banheiros públicos é a variedade de nomes que recebe, entre eles:

Loira do banheiro
-o mais popular

Menina do algodão
-A versão nordestina

Big Loira
(???) -Esse é o mais imbecil desde logo. Até nossas lendas estão se americanizando, que que tem a ver BIG LOIRA? Acho que ela nem era grande.

Maria Sangrenta
-Esse é o mais íntimo, chamamos pelo nome próprio. Provavelmente surgiu ao traduzir ao pé da letra a lenda da BLODDY MARY dos EUA que é muito parecida à lenda da loira

Interessante observar que há uma lenda parecida nos EUA, aliás há uma lenda parecida também no Japão, a tal da Hanako San também aparece no banheiro, depois descobri que na Suécia existia a Sarah Breiters, mas essa eu sei que é mentira porque fui eu que inventei. Bastou juntar o nome da minha amiga sueca Sarah, depois ir ao Google e buscar "Sobrenomes suecos", escolher o que melhor combinava com Sarah, logo buscar uma foto sombria e encaixar a lenda dentro da imagem e tchararán!!! assim se cria uma lenda urbana fresquinha!

Mas, será que a lenda da loira seguiu o mesmo processo de criação que a minha Sarah Breiters? Acho que não, pra começar, o mito foi criado antes de inventarem a internet, o que dificulta bastante as coisas, por exemplo, há muitas versões distintas, o que dá a impressão que misturaram várias histórias enquanto ia passando de boca em boca. Essa foi sem dúvida a melhor parte da minha pesquisa, descobrir as divrsas versões do mito. Se vocês buscarem pela net, verão que a história declarada como "oficial" é essa:

Esta história é muito contada em escolas da rede pública na cidade de São Paulo. Sua fama é muito grande entre os alunos.Uma garota muito bonita de cabelos loiros com aproximadamente 15 anos sempre planejava maneiras de matar aula. Uma delas era ficar ao banheiro da escola esperando o tempo passar.Porém um dia, um acidente terrível aconteceu.

A loira escorregou no piso molhado do banheiro e bateu sua cabeça no chão. Ficou em coma e pouco tempo depois veio a morrer.Mesmo sem a permissão dos pais, os médicos fizeram autópsia na menina para saber a causa de sua morte.A menina não se conformou com seu fim trágico e prematuro. Sua alma não quis descansar em paz e passou a assombrar os banheiros das escolas. Muitos alunos juram ter visto a famosa loira do banheiro, pálida e com algodão no nariz para evitar que o sangue escorra.

Mas isso não impede de buscar outras versões iguais de interessantes como essa:


Noite de formatura da loira. Ela estava junto do seu namorado, divertindo-se muito ao lado dele, mas o q eles não sabiam é q eram observados por caras q a desejavam de maneira doentia, 3 caras bêbados q seriam capaz de tudo para ter a loira aquela noite. Fizeram uma armadilha para o namorado dela e o levaram para um desfiladeiro, bateram muito nele e quando cansaram jogaram o rapaz morro abaixo. Enquanto isso a loira deseperada na escola procurava por seu amado, depois de mais ou menos uma hora, não aguentando mais o desespero da falta do companheiro em um dia tão especial, ela foi até o banheiro e chorou, chorou muito.

Infelizmente as coisas ficariam muito pior aquela noite, os 3 bêbados viram quando ela entrou no banheiro e armaram um plano. Seria aquela noite, a noite q teriam a tão sonhada vez...trancaram a porta de modo q ninguém pudesse abrir, e atacaram a loira com todo seu fulgor, desesperada ela não teve tempo de fazer nada...os 3 vagabundos abusaram dela durante toda a noite e não satisfeitos a mataram de maneira covarde e desumana. Sem saber o q fazer com o corpo, cortaram em diversos pedaços...iam atacando na privada e dando descargas para q os pedaços fossem tragados pela água.

Xingavam, enquanto faziam isso, chutavam a porta tentando apressar a ação do outro...largaram o vestido da moça todo ensaguentado no privada...diz a lenda q até hoje pessoas acendem velas no morrro onde foi jogado o namorado da moça...e quanto a loira...acho q todos vcs já conhecem o restante...certa vez ouvi dizer q a maneira real de chama-la era através de tudo q já conhecemos, porém deveria haver um vestido branco virgem no local e uma vela. Até onde eu sei, nunca ninguém realizou esse chamado (graças a Deus)...porém a loira busca vingança...ou seria a paz

Bacana essa, não? Tem sexo, violência, amores doentios..legal! O mais interessante é que os caras vão se livrar do cadáver jogando os pedaços do corpo da menina pela privada, por muito menos eu já entupi o vaso daqui de casa. Tem essa versão aqui também:

A loira era uma linda menina que causava inveja entre as outras garotas da escola, até que um dia um grupinho de meninas encontraram com a loira no banheiro da escola e como a odiavam, começaram a bater muito na pobre loira, xingando e chutando ela, e sua morte foi causada por perfurações no corpo todo feitas por um "garfo"!!! tanto que para chama la onde eu estudava, tinha que falar os palavrões, chutar a porta, dar descargas e fazer o sinal da cruz na porta do banheiro com um garfo!!!

Bem, essa tá menos interessante, mas, tem seus méritos por meter um garfo na história, provavelmente a única versão da loira em que há talheres metidos na história. Querem mais? Olhem essa:



Era uma vez , uma menina loira q amava um professor , mas , esse professor tinha mulher e 3 filhos ... um dia essa menina loira resolveu assediar esse professor em um banheiro ... nesse dia , ele tinha brigaduh com a esposa , como esse professor era alcoolatra , abusou da menina loira e à matou ... Pra matá-la ele pegou-a , jogou ela em cima da privada e à xutou 3 vezes ... dpois colokou sua kbeça na pia , e abriu a torneira 3 vezes , para afoga-la , ele fexou o ral da pia antes ... (por causa de um defeito q havia naquela torneira ele teve que abrir a torneira 3 vezes) , após isso ele apagou a luz e á espancou ... ao acender a luz ,ele jogou todo o seu sangue no espelho , e ao sair do banheiro Á chingou 3 vezes ... dpois disso ela ainda estava viva !!

Ela se levantou , olhou para o espelho e disse:Eu ainda t amoE ela morreu ... seu corpo nunk mais foi encontrado ...Daí ela virou um espírito malígno q se vinga assustanduh a toda pessoa q à faça lembrar de sua morte ... (por isso o ritual , o ritual representa a morte dela!!)Ritual ->Chute a privada tres vezes (isso representa o professor xutando-a)Na torneira , abra e feche-a tres vezes , mas vc tem q manter seus olhos fixos na torneira ...Após isso apague a luz , e cuspa no espelho (isso representa seu sangue)qnd ascender a luz , verá uma loira no xão pedinduh ajuda , ou à vera no espelho , se vc ver ela no espelho , eh pq ela esta nervosa , e lhe fara algum mal , se vc à ver no xão não precisa ter medo , apenas à ajude à se olhar no espelho e ela sumirá ..Bom essa foi a história q eu sempre ouvi ... e morro de medo até hj =/Sinistro =X

Nossa! Vocês leram? Isso sim é de arrepiar! Não, não estou me referindo ao relato, me refiro aos erros de português da criatura que escreveu esse texto. Pior do que eu! Sem contar nessa medonha nova regra de pontuação onde as vírgulas são substituídas por três pontinhos. QUE MEDO! É interessante notar a criatividade no ritual para evocá-la: Perceberam que quase todos falam de chutar a privada, dar descargas, dizer palavrões, chutar a porta, abrir torneiras? são muito parecidos, mas, a ordem sempre varia. A versão que eu conheci (anotem a receita) era de dar descarga três vezes, falar três palavrões e rezar o pai-nosso bem rapidinho. Mas foi impossível encontrar duas versões iguais na minha pesquisa. Agora, se por um lado abundam as versões da lenda, por outro há várias teorias sobre a "verdadeira" história da loira. Essas também são de uma criatividade incrível. Vejam esse depoimento:

Sou da cidade em que essa mulher viveu: Guaratinguetá. Maria Augusta,a loira foi casada com um rico barão do Café e naquela época em que os casamentos eram forçados pela família e como ela não gostava de seu marido acabou se suicidando no banheiro de sua casa. E como era uma mulher muito bonita e de prestígio resolveram embalsama-la e assim sonhos e sinais eram dados a família para enterra-la o que ocasinou muito medo na mesma. A família a enterrou e até hoje tem seu túmulo no famoso cemitério dos Passos em Guaratinguetá. Visitem. TEm a foto dela lá. E um túmulo grande e bonito

Hummm.. tá ficando boa a coisa, já temos nome e endereço da loirona. Essa versão é confirmada nesse outro depoimento:

Sim!!Eu sou de Guaratinguetá-SP, mas, agora to morando em Porto Alegre. Na minha cidade sempre falaram sobre a Maria Augusta, que juram ser a verdadeira loira do banheiro.Ela existiu faz muito muito muito tempo,ela morava numa casa,que hj em dia eh um colégio da minha cidade. Dizem que ela era muito malvada. Uma vez, num jornalzinho da minha cidade, publicaram a historia dela, mas, eu já me esqueci. Sei que até hoje, no túmulo dela ( que é daqueles estilo casinhas) tem uma foto dela,e sempre aparecem por laá esmaltes de unha, batons, perfumes, cartas, flores. E ela morreu por volta de 1888. Curioso,não?

Opa! Dois relatos que se encaixam! Ao que tudo indica a origem do mistério está em Guaratinguetá, inclusive na comunidade do orkut que fizeram pra ela eu li um tópico da galera bolando uma excursão pra visitar o túmulo de Maria Augusta. Bem, eu provavelmente não poderei participar da excursão, mas garanto que na próxima visita ao Brasil, Guaratinguetá estará no roteiro de viagem. Prometo fotos e entrevistas com moradores. Aguardem! Vejamos mais relatos "reais":

Em guaratinguetá , ao lado da Rodoviaria , existe um predio antigo , muito bonito . Foi a casa do Rodrigues Alves , algo assim , nao sei datas exatas , mas , com certeza ha mais de 40 anos , é estabelecido um colegio estadual muito conceituado na cidade . Diz a lenda , que essa loira , estava noiva e foi violentada e morta no banheiro do colegio .Por isso dizem que ela anda no banheiro e no colegio . Minha prima estudava la , eu tinha pavor de ir esperar ela .

Essa versão varia um pouco das outras, mas ainda é em Guaratinguetá e nos oferece o endereço do tal colégio onde a lenda teria surgido. A coisa tá esquentando!


Há uns 5 anos atrás li em uma revista TRIP uma matéria sobre a LOIRA DO BANHEIRO. a origem. Então, um jornalista que trabalhava para o diário popular, aquele jornal que você expreme sai sangue, tinha que inventar uma matéria para vender. Quando chega uma colega de trabalho dele, loira, que havia chegado da balada e foi direto trabalhar, estava com a maquiagem borrada, um lixo, aí veio a inspiração e inventou a matéria, só não imaginava ele que teria tamanha repercurssão e viraria lenda. Houve muitas reclamações de grandes colégios como o Dante, São Luiz onde ninguem mais queria ir ao banheiro, todo mundo fazendo nas calças, na sequencia então, criaram o menino diabo que aparecia nos telhados. Alguém lembra deste??? tinha até chifrinho!!! filho de uma mulher super pobre que em troco de uns trocados deixou usar a imagem do filho, mas, ainda sim ninguem nunca esqueceu da loira!! LOKO, né???

Bem, aí a coisa já mudou de tom. Temos outro culpado, o Diário Popular, pena que não estou no Brasil, senão ia lá remexer nos arquivos do jornal em busca da tal matéria. Enfim, vamos a mais histórias reais:


Minha professora conheceu ela! Parece bizarro, não parece? Mas, é verdade. Minha professora de artes era assistente social e ela tava atendendo um hospicio. Aí ela conheceu a loira do banheiro lá. O nome dela era Ierene, loira dos olhos azuis, ela trabalhava de empregada e depois ela roubava as coisas que estavam na casa que ela acabava de limpar. Ela era insspetora de uma escola pública, e ela escondia as muamba no banheiro feminino pras meninas não verem aquelas coisas no banheiro, ela colocava algodão no nariz e assustava as meninas. Assim ninguém entrava no banheiro. Até q um dia descobriram e prenderam ela. Só que ela tinha problemas mentais e botaram ela no hospício. A história foi ficando assustadora porque passava de boca em boca, aí sempre alguém aumentava...na verade essa história não é tão legal como as que a gente ouve por ai....

Que nada! Claro que é legal! Parece bem sensata também, o único problema é que não bate com as versões de Guaratinguetá, mas, ainda assim é valida. Um detalhe interessante é que essa história foi contada por um professor, e se paramos pra pensar, os professores devem ser os que mais contato têm com essa lenda, já que ela é muito comum nos banheiros de escola. Só que nem por isso vamos perdoar o egocentrismo dessa professora em achar que ela sabe a verdadeira história, e apenas ela. Até porque eu tive um professor de história que jura que foi ele que inventou essa lenda quando era criança e que havia sido notícia no rádio e até a polícia havia aparecido na escola, tudo por culpa de um boato de criança. Tá, agora conta a do papagaio!

Enfim, parece que fica claro que é muito difícil descobrir a origem de um boato depois de tantos anos sofrendo modificações. No caso da minha Sarah Breiters, vocês já sabem que é fruto de minha imaginação, digam não aos plagiadores. Depois de ler todos esses depoimentos e inclusive de criar minha própria lenda urbana, senti até vergonha de ter sentido (e ainda sentir) medo de uma história tão boba. Mas, fazer o quê? Agora que já está na cabeça desde criança, não há sensatez que me tire esse medo de cima. Pra fechar, queria adicionar a versão que meu pai contava pra que perdesse o medo de uma vez. Me parece a mais sensata:

Segundo ele, a gilette havia criado um comercial onde um rapaz aparecia se barbeando. No momento em que ele ia tocar a lâmina contra o rosto, um mulher loira aparecia por detrás dele e lhe acariciava a face. Era uma forma de dizer que o novo barbeador era tão suave como o toque das mãos de uma mulher. Algumas pessoas não compreenderam bem a mensagem implícita e se assustaram com a idéia de uma mulher desconhecida aparecer por detrás de você no banheiro. Daí foi surgindo a lenda pouco a pouco e não tardou em acontecer várias "aparições" por todo o Brasil. Basta lembrar do número de pessoas que afirmaram ter visto a mulher de branco na época da novela Tieta, quando nem sequer na novela se tratava de uma assombração.

Bem, aviso que nunca ouvi falar do tal comercial, além do mais, parece que a lenda é bem mais antiga do que o tal anúncio da gilette, o que me leva a crer que foi a gilette que explorou a lenda da loira e não ao contrário, porém, não se pode negar que faz sentido a história de meu pai, mas nunca escutei ninguém argumentar sobre o tal comercial, talvez por dar menos medo. É isso! Você tem que sentir medo. Nada pior do que a sensatez pras pessoas que gostam de se assustar. Enfim, depois de tanto investigar e rir dessas historinhas, me sinto muito melhor e posso até afirmar que quero mais é que apareça essa tal de loira no meu banheiro mesmo, os tempos agora são outros, se bobear eu como!

***

Ler todas as outras biografias


Comments:
Pelamordedeus! Você daria um excelente reporter investigativo, hein?
Estou a um tempão lendo este post gigante e agora me deu até vontade de saber mais... (risos)
Me fez lembrar que também eu e minhas amigas morríamos de medo da tal loira e sempre íamos ao banheiro em grupos... Ir sozinha, jamais!
Pois é, gostei muito do texto.
Beijos n'alma
 
Só tem um jeito de saber se a loira do banheiro é loira de verdade...
 
Para Tata:

Aí você me deixou com a pulga atrás da orelha. Será que meninas vão em grupo ao benheiro por medo da loira? Se assim for, você me ajudou a resolver um grande mistério da humanidade.
beijaço

Para Frajola:

Qual? Conta pra nós!
 
Na verdade não sei se é por isso, mas daria uma ótima história, não acha?
E, enfim os homens teriam uma resposta a um dos maiores questionamentos!! (risos)
Beijos n'alma
 
na escola q eu estudava eu ouvi essa estória...
achando-a interessante eu fui lá e fiz o ritual com minhas amigas:gabrielly,laís,milane e raissa
nisso estavamos em educação fisica e fui beber água e nisso a vejo tda de branco ao lado do banheiro
entrei em desespero e sai correndo e fui contar para as minhas amigas...
essa é a minha estória sobre a loira oq eu fiz foi chutar a privada 3 vezes,falar 3 palavrões e bater 3 vezes na porta principal do banheiro
 
nossa..serio..
me deu medo ouvir essa lenda, mas acho que não exista, talvez exista e eu e minhas amigas estamos fazendo o ritual errado, mas vamos tentar esse..
bj
 
EU BEM SEI COMO ENVOCA ELA
PEGA UM FIO DE CABELO DE UMA PESSOA ,JOGA NO VASO DA TRES DISCARCAS
TRES PONTAPES NO VASO E TRES PALAVROS HORROROSOS
ENVOCAÇAO:LOIRA DO BANHEIRO
AVISO:SO PODE SER FEITO EM BANHEIRO DE COLEGIO
 
na escola queu estudo la tem um banheiro que nao pode entrar e eu entrei uma vez ca minha amiga dai eu escutei que nao pudia entra porque uma mulher tava la e era ela
veronica
 
Postar um comentário



<< Página inicial

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

eXTReMe Tracker